A importância da logística no ambiente de negócios

Samuel Martim de Conto
Samuel Martim de Conto professor do curso de Logística da Univates

Vivemos atualmente num ambiente globalizado e competitivo do ponto de vista dos negócios. As organizações para competirem nesse ambiente devem estar preparadas em toda a sua estrutura operacional. Se há a preocupação dos gestores em relação às áreas de marketing, recursos humanos, finanças, contábil, produção, comercial, também não menos importante, deve estar a área de logística no mesmo patamar das demais. A lógica de funcionamento de uma organização se assemelha ao do corpo humano. Quando temos algum problema num órgão, se não tratado, estará provocando outras consequências, inclusive afetando demais órgãos. Então, é primordial que a gestão de uma organização leve em conta a visão sistêmica e coordene as áreas operacionais de maneira harmoniosa.

Mas muitos se perguntam, o que é logística? Logística tem sido erroneamente tratada apenas como sinônimo de transporte. O significado é muito mais amplo do que isso. Logística engloba desde o planejamento por meio de compras de matérias primas e demais materiais, passando pela gestão de estoques, seu controle e sua interligação com a produção e, finalmente, a movimentação física, por meio da distribuição e transporte. Como exemplo, podemos citar a produção de uma camisa. Primeiramente, a empresa produtora terá que comprar os insumos, como tecidos, botões, linhas. Num segundo momento, quando a matéria prima chegar à empresa, precisará ser armazenada e disponibilizada no tempo e na quantidade corretos à linha de produção das peças. Ao final, teremos a camisa pronta e esse produto precisará chegar ao consumidor final de maneira mais eficiente.

Nas organizações uma das áreas que mais tem criado valor para o cliente e, consequentemente, vantagens para as organizações, é a da logística. Pois vejamos, quando compramos algo pela internet, não esperamos ansiosamente a chegada do mesmo? E quanto antes chegar a compra, mais agregamos valor àquele produto e à empresa. O contrário também ocorre. E quando vamos numa loja física e o produto desejado está em falta e demorará para chegar? Então, a maioria das pessoas veem a logística participando apenas da última etapa desse produto adquirido e não possuem a dimensão do envolvimento de todos os atores que fazem parte da cadeia produtiva e de suprimentos.

Mas nem sempre a logística foi considerada por parte das empresas uma área estratégica. Até a década de 1950, as atividades e operações logísticas eram realizadas por outros departamentos, como os de produção, marketing e financeiro. Nas duas décadas seguintes, a preocupação passou a ser do estudo dos custos de outros modais de transporte e os impactos dos avanços econômicos e tecnológicos. Na terceira fase, compreendida após a década de 1970, as organizações passaram a buscar maior produtividade e aumento da competitividade. Isso demonstrou que a logística precisava passar a ter atenção especial, assim como as demais áreas. Além disso, em períodos de crise econômica, como o que estamos passando, tendo as organizações a preocupação em diminuir seus custos visando a sua sustentabilidade, a área de logística tem sido um grande foco de atuação de profissionais a fim de torná-la cada vez mais eficiente.

Em suma, percebe-se a importância da logística nos mais diversos negócios e nas mais diversas estruturas de organizações, como uma das formas de conquistar vantagens competitivas. E para isso acontecer, os gestores e profissionais devem ter a visão de que todas as atividades de uma organização precisam estar alinhadas para atingir aos objetivos definidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *